sábado, 9 de abril de 2011

Chá Das Cinco: O Caçador De Pipas



O que eu achei: O livro começa com o autor falando da infância dele. No Afeganistão dos anos sessenta, ele traça um panorama interessante sobre a cultura de seu país. descreve com sutileza sua infância, falando detalhadamente de sua amiuzade com uma criança da sua idade, um hazara, considerada uma raça inferior no afeganistão. Com muita sobriedade, ele começa a traçar um perfil dele e de seu amigo. Falado medo que ele tinha, como alguém de raça considerada por lá, superior, de descobrirem sobre sua amizade com esse garoto.Descreve com minúcias as brincadeiras que havia entre os meninos afegãos, o quanto aquele povo era feliz nessa época. O país ainda não havia sido invadido pela Rússia, estava numa tremendsa tranquilidade. vai descrevndo as brincadeiras de sua infância, principalmente sobre o campeonato de pipas que havia por lá. Ele era desprezado pelo seu pai pelo dfato de nao demonstrar aquela ferocida masculina que caracterizava os homens afegãos. Ele desconfiava que talvez seu filho se tornasse um homem sensível de mais. Mas a veerdade é cque ele tinha um espírirto muito pensativo, gostava de ler e passava horas lendo livros, juntamente com Hassam, seu amigo. Hassan ainda não sabe ler, ele Khaled aproveita para brincar com ele, troçando com o pobre, usando palavras como "idiota" como se fosse elogios, e o coitado acredita! Eles passavam muito tempo brincado em uma árvore que havia em sua casa na época, era o erefúgio deles. Era onde desenvolvia seu modo de ver as coisas, onde também ia amadurecendo seu talento. Certa vez ele escreveu uma história e perguntou a Hassan se ele gostou. A resposta foi que sua história foi a melhor que ele havia ouvido. Khalede se cespantar com a resposta.Sua história era boa, afinal. começou a acreditar que ele poderia ser um escritor, apesar de seu pai não demonstrar acreditar em seu talento. A partir desse dia começou a querer ser um escritor. Estava no seu sangue. Havia uma amigo de infância de seu pai que acredita no potencial desse escritor precoce. Deu a maior foça.Seu pai era um homem muito conhecido no Afeganistão por causa de sua coragem. Era o quwe lá se chamava um homem honrado. Suas histórias herícas deslumbravam os afegãos. Ele costuma dar uma festa de vez em quando. Sua casa sempre foi muito cheia de gente.Amiogos, parentes, todo tipo de autoridades chegava lá. Era das famílias mais consideradas por lá.Depois ele se muda para os Estados Unidos por causa da violência do Talibã, que acabou com a paz daquele país, precedido por uma outra facção, também perigosa. Nos EUA ele começou a trabalhar num posto de gasolina, dando um duro medonho. Foi-se embora aquele glamour, aquelas festas, aquelas alegrias. Tudod agora havia acabado. Nesse país Khaled se torna um escritor renomado, lido em vários países. Alguns anos depois ele é chamado para resgatar um filho de Hassan, que ficou ófão no Afeganistão(seu pai fora assassinado pelops Talibãs). Ele reluta, mais vai. Trava uma luta consigo mesmo.Depois de muitas aventuras, ele consegue se sair bem de tudo e ficar em paz com Deus e sua consciência.



Gênero: Clássico, Drama


Autor: Khaled Hosseini



Páginas: 366


Editora: Editora Nova Fronteira


Sinopse: O Caçador de Pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 70. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário