sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Especial peles maduras: maquiagem para as 50+


Dia desses me fizeram um pedido muito especial: dicas de maquiagem pra quem já passou dos 50. Se a minha geração (quase chegando aos 40) já tem ou teve alguma dificuldade pra se adaptar aos novos tempos nos quais maquiagem se tornou coisa corriqueira, imagino todas que tiveram a sorte de ver e viver mais de pertinho os meus queridos anos 70! ;)
Vamos começar falando de algo que muitas 50+ devem conhecer: o pancake. Esqueçam o tradicional! Hoje em dia aquele aspecto pesado que os produtos antigos deixavam no rosto ficaram no passado, junto com os meus Kichutes. Então não existe motivo pra não reciclar uma possível má impressão do assunto maquiagem – se este for o caso.
Hoje em dia os produtos evoluíram pra que o efeito final seja o mais natural possível. Usada corretamente, a maquiagem é uma aliada poderosa aliada para as peles maduras também, pois disfarça imperfeições, realça os pontos fortes do rosto e ilumina o rosto sem que você se olhe no espelho e fique se sentindo fake.
Muitas dicas servem pra todas, seja qual for a idade! Fiquem de olho. ;)
Prepare sempre a pele
Como a pele madura tende a ser um pouco mais ressecada, é muito importante não pular nenhum passo da limpeza e da hidratação da pele (em qualquer idade, aliás!). Limpe com sabonete específico, tonifique, aplique um hidratante leve.
O primeiro passo do make é o uso do primer. Ele é muito importante porque contém geralmente silicone, que ajuda a minimizar a aparência das linhas finas. Isso faz a base deslizar melhor, e dá viço à pele.
Escolha sua base
A melhor opção é a base líquida com cobertura leve, em especial as que possuem efeito lifting e com brilho bem de leve. Elas dão frescor e luminosidade pra pele.
O corretivo também deve ser líquido de preferência. Eles são mais emolientes e não craquelam tanto quanto os outros.
Na hora de aplicar a base, cuidado com o efeito “máscara”! O rosto não deve ter um contorno visível. Como a gente tende a ir acumulando manchinhas com o tempo, é importante que a base desça para o pescoço e colo. Isso vai uniformizar mais a pele.
Use as mãos!
Para esses primeiros três passos (primer, base e corretivo), você pode usar a ponta dos dedos pra fazer a aplicação. Isso vale pra peles maduras e/ou desidratadas: dessa forma o produto aplicado ganha mais emoliência, é melhor absorvido e deixa um efeito mais natural.
Produtos em pó
Dê preferência aos produtos minerais, que tratam, hidratam e dão viço à pele.
O pó deve ser translúcido e aplicado somente na zona T (testa, nariz e queixo). Não deixe de passar levemente por cima do corretivo também, para fixá-lo melhor e não deixar que ele acumule nas linhas de expressão.
O blush pode ser em pó ou creme, mas sempre suave! Pode ter um brilho acetinado, o que ajuda a dar um ar mais saudável ao rosto. Blush muito escuro ou muito rosa pesam a aparência – por isso evite! A aplicação deve ser feita com pincel ou ponta dos dedos (se o blush for cremoso), partindo da altura da orelha em direção às maçãs do rosto.
A vez dos olhos
A melhor opção são as sombras opacas em pó ou creme. Quanto mais brilho, mais as ruguinhas serão realçadas!
Trabalhe bem a parte superior dos olhos pra levantar o olhar. Por exemplo: use rímel preto nos cílios de cima e marrom bem de leve embaixo; use delineador marrom ou preto em cima, e lápis bege ou marrom embaixo. E por aí vai.
Os cílios postiços de canto são muito benvindos, pois dão uma aparência alegre e jovial. Não esqueça de aplicar o curvex antes!
Se você não tiver muitas ruguinhas ou pálpebra caída, e/ou se isto fizer parte da sua personalidade, você pode sim usar uma sombra levemente iluminada e marcar bem o olho. Não há uma regra absoluta!
A importância da sobrancelha
Corrigir a sobrancelha faz toda diferença no resultado final!
Se você tiver muitas falhas, opte por um lápis de sobrancelha para definir o formato, e por sombra pra preencher suavemente e obter um pouco de cor.
Se os pelinhos da sobrancelha já estiverem com fios brancos, existe um rímel com cor específica pra área. Ele cobre os branquinhos e disciplina os fios. Escolha um que seja pelo menos um tom mais claro que o do seu cabelo, pro olhar não ficar muito pesado.
Foco nos lábios pode!
É fato, com o tempo a gente vai perdendo o contorno e ficando com os lábios levemente caídos.
O pincel de lábios é uma super ajuda na hora de aplicar o batom, mas adote o lápis labial como seu melhor amigo! E não se esqueça de que ele será utilizado apenas pra definir o contorno, não pra aparecer contornando a boca – por isso ele deve ser da mesma cor do batom, sempre!
Os tons terracota, rosados e alaranjados dão vida ao rosto.
Se for usar gloss, aplique bem pouquinho só no centro dos lábios. Isso vai dar volume sem o risco do produto escorrer pelas linhas e borrar sua boca.
Pra batom, o ideal é que a textura não seja nem muito seca, nem muito líquida. No primeiro caso ele pode “quebrar”, no segundo escorrer. Aqui você pode investir nos levemente cintilantes.
Pra terminar, não se esqueçam da famosa frase: Menos é Mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário