segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Olheiras: causas e tratamentos


Uma coisa que muita gente reclama nos comentários sempre é de olheiras.
Como disfarçá-las, ou melhor, como acabar de vez com elas?
Bom, existem olheiras e olheiras, e infelizmente não é possível dar um jeito em todas elas. Pra descobrir exatamente qual é o seu caso, e qual é o melhor tratamento, só visitando um bom dermatologista.
Mas se você sofre com elas, algumas informações podem ajudar:
CAUSAS
1. A hiperpigmentação periorbital é uma hipercromia da região abaixo dos olhos, e acontece principalmente nas mulheres. Ela se forma por causa de um aumento de melanina nas camadas de pele da região, que ali é bem mais fininha e tende a escurecer com maior facilidade.
2. Elas aparecem já na adolescência, mas tendem a se acentuar com a idade devido à diminuição da circulação sanguínea na região. Quem tem tendência alérgica (asma, rinite, dermatites) é mais propenso a ter olheiras.
3. O problema pode ser crônico, ou seja, a causa é genética (coisa muito comum em orientais e pessoas de pele morena), ou ocasional – resultado de cansaço, de estresse físico ou emocional, de poucas horas de sono (menos de 8 por dia), de excesso de bebida alcoólica e/ou de má alimentação.
4. As olheiras podem ficar mais pronunciadas durante o período menstrual, durante a gravidez, durante episódios de gripes e resfriados, em situações de cansaço ou tensão, e após noites de insônia.
5. Quem tem predisposição genética deve evitar o excesso de sal, cigarro e álcool, pois esses fatores intensificam o congestionamento dos vasos sanguíneos.
TRATAMENTOS
Não existe cura definitiva das olheiras! Mas existem tratamentos que podem atenuar o quadro, clareando a área até certo ponto:
1. Produtos cosméticos. Nas formulações cosméticas indicadas para olheiras existem ativos descongestionantes e clareadores, anti-radicais livres, vitamina C, ácido retinóico, ácido glicólico. Os cremes devem ser aplicados duas vezes por dia, antes do filtro solar.
2. Procedimentos com laser e energia controlada. O profissional especificará quantas sessões serão necessárias.
3. Peelings. Promovem a renovação da camada superficial da pele, amenizando as olheiras. Devem ser suaves, com concentrações de ácidos retinóicos, glicólico ou solução de jessner adequadas para a área dos olhos.
De uma forma geral, os tratamentos devem ser repetidos com uma certa freqüência. É que o aspecto pode melhorar, mas a olheira não some definitivamente. E infelizmente pra quem tem predisposição genética, a tendência é que elas retornem após algum tempo.
E quem tem bolsas sob os olhos?
De uma forma geral, elas são resultado do acúmulo de gordura na bolsa palpebral (localizada no interior dos olhos) e da flacidez da pele. Nesse caso, uma boa opção é fazer uma cirurgia pra retirá-la (se for o caso, junto com o excesso de pele).
Faz muito tempo algumas leitoras receberam produtos pra testar durante um mês e ver como a olheira se comportava com eles, mas nenhum deu resultado (acredito que não era o tratamento adequado pra elas). Mas de qualquer forma, hidratar a área é fundamental!
De qualquer forma, gatas, não se desesperem. Olheiras possuem seu charme, é coisa de heroína de romance do século XIX. ;)
O texto foi escrito com base em informações do Farmacêutico e Especialista em Dermocosméticos da Dermage, Renato Pinto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário